Tsb anime – Entrevista / Jana Bianchi

Jana Bianchi

Feliz natal a todos os tsbvisitantes. Finalmente a Tsb anime retorna desta data especial para uma postagem mais especial ainda. Para encerrar o ano em grande estilo, trazemos uma entrevista com uma das grandes divas das canções de animes no Brasil. Com vocês:

Jana 4

Em idos de 1999 a febre pokémon começava a assolar o Brasil. Era praticamente impossível não se ouvir falar em pokémon àquela época e, claro, que o sucesso tinha uma razão de ser. E se torna quase impossível falar num sucesso tão estrondoso e não falar do papel que a trilha sonora desta obra desempenhou para tal. Escalado para produzir a tsb da série, Nil Berdades escalou um time de primeira para emprestar suas vozes às 13 faixas que compunha a trilha do anime. Dentre os nomes que faziam parte de tal empreitada, estava nada mais nada menos que Jana Bianchi. Por mais que Jana tivesse emprestado seu talento para canções de obras pré pokémon, foi verdadeiramente aqui neste ponto que seu nome se tornou conhecido do grande público. Mas não desproposidatamente. Jana chegou para imprimir uma marca histórica na série, não apenas como a cantora da primeira abertura do anime, mas, acima de tudo, duma das mais talentosas artistas que já compartilharam seu talento com o resto do Brasil. É com imenso orgulho que a Tsb anime traz hoje esta entrevista com uma artista tão singular.

 

Entrevista obras

Pokémon – Tema de Pokémon (Pokemon Theme) – Abertura 1 (1999)

Pokémon – A cidade de Veridian (Viridian City) (1999)

Pokémon – Pokémon (Dance mix) (1999)

 

Tsb anime – Entrevista / Jana Bianchi

Por Rummenigge P. Lassant

Assessoria por Júlio César

 

Tsb anime: Jana, é um prazer imensurável tê-la como nossa entrevistada. Alheio a este grande ícone das canções brasileiras de anime, quem é Janaína Bianchi? Conte-nos um pouco sobre esta intérprete tão marcante.

Jana Bianchi: O prazer é todo meu, por saber que as pessoas respeitam e se interessam pelo meu trabalho. Bom, eu sou cantora, praticamente autodidata, porque não estudei canto, mas acabei convivendo num meio muito técnico e profissional, com cantores de alto nível, e isso me ensinou muito. Valeu por uma escola.

Comecei a cantar aos 4 anos, em casa mesmo, e minha mãe passou a me estimular e incentivar a ser cantora desde então. No início eu treinava, cantando em cima de gravações de outras cantoras, na sala de casa.

Depois ela passou a me levar em programas de TV. Fui ao Raul Gil, por exemplo, aos 8 anos, e menti a idade pra poder me apresentar. Também participei de programas de calouros no rádio, coisa que com certeza não deve existir mais. Quando eu era criança já era uma coisa quase extinta.

Com 13 anos, fiz minha primeira demo em estúdio, na RCA, e amei aquilo tudo. Mas não consegui nenhum contrato. Segui cantando diariamente em casa, enquanto estudava.

Aos 17 anos fiz meu primeiro trabalho profissional, gravando pra um maestro, arranjador, compositor e produtor chamado Sérgio Sá. Fizemos vinhetas de rádio, e gravei com algumas das melhores cantoras de estúdio daquela época. Até hoje elas fazem muita coisa, e estabeleceram pra mim um alto padrão de qualidade. Daí em diante, fiz várias coisas em estúdio.

Quando acabei a escola, saí de casa e fui morar com meu namorado, no RJ. De lá fomos para os EUA, onde eu tive a honra e o prazer de conhecer, conviver e trabalhar com artistas talentosíssimos, da escola de soul music. Fiz alguns trabalhos como backing de bandas e solando também. Trabalhei com artistas latinos e negros, e deles absorvi muito.

Voltando para o Brasil, participei de algumas bandas e/ou grupos. As que mais marcaram foram as bandas de Soul e a de Blues, nas quais pude trabalhar muito o improviso e a performance de palco.

Depois da fase de bandas, procurei os estúdios de publicidade, que são muito fortes e atuantes no mercado, principalmente em São Paulo e passei a gravar comerciais para Tv, Rádio, cinema, etc. Também fiz backings para outros artistas de vários gêneros.

Trabalhei aproximadamente 10 anos com publicidade, o que equivaleu a uma outra escola, pois você tem que ser muito versátil e ágil pra trabalhar com propaganda.

Nesse meio tempo cursei uma faculdade (Jornalismo), sempre levando a carreira de cantora muito a sério.

Fiz outras demos depois daquela primeira dos 13 anos, mas elas permaneceram sempre demos, pois o mercado esteve sempre mais aberto ao que vende, do que à qualidade, e pra mim qualidade é essencial.

Nessa época eu já era mãe e conciliava a carreira e a vida pessoal, carregando minha filha pra todo e qualquer evento, em que ela pudesse estar. Às vezes ficava no camarim, às vezes na pista de dança, mas sempre nas baladas e trabalhos comigo.

Numa fase de baixa de trabalhos em estúdio, ouvi falar de uma audição para musical, que seria montado em São Paulo, no antigo teatro “Záccaro”- que virou “Ópera”, depois virou igreja – e hoje está fechado e infelizmente abandonado, no bairro tradicional do Bixiga.

Bem, fui a essa audição e passei. Esse musical seria uma coletânea de musicais da Broadway. Através dele conheci um outro mundo que eu já admirava, desde a Sessão da Tarde na TV, pois sempre fui fã de filmes musicais. A partir daí me apaixonei pelo gênero e desde então não parei mais com o teatro musical, que venho fazendo há 13 anos, no Brasil e na Alemanha.

 

Tsb anime: Jana, passeando pelos facebooks da vida, percebemos que seu trabalho não se estende apenas à música, mas também ao teatro, não é mesmo? Quando começou a cantar e a atuar? Foi uma escolha própria ou quis seguir os passos de alguém da família?

Jana Bianchi: Sem querer já respondi na primeira pergunta. Mas posso acrescentar algumas coisas aqui. Realmente jamais pensei em atuar no teatro. Sempre fui cantora, mas não pensava ser atriz. Aconteceu meio que por acaso, só que de uma maneira maravilhosa, e eu me apaixonei, desenvolvendo outros lados meus, que estavam adormecidos ou que eu não sabia que tinha.

Ninguém nunca cantou ou atuou na minha família, mas meu avô era cenógrafo e iluminador, no antigo teatro Paramount, hoje Abril, onde acabei fazendo Les Misérables, e homenageando a memória dele, que trabalhou sob aquele teto, muito antes de eu nascer.

Minha mãe é uma grande compositora e versionista. Escreve com maestria poesias e letras, como não se faz mais atualmente. Ela me emprestou a admiração pela arte, e eu cultivei isso em mim e continuo buscando ser uma artista cada vez melhor, também em homenagem a ela.

 

Tsb anime: A propósito, você possui ou pretende se lançar em alguma carreira solo como cantora ou empresta sua voz apenas para determinados segmentos?

Jana Bianchi: Sempre pretendi me lançar numa carreira solo. Como disse antes, fiz algumas demos. Ouça a demo que fiz no Myspace. Você vai ter uma ideia do tipo de trabalho que eu gostaria de apresentar ao Brasil. A hora e a oportunidade certas ainda não chegaram, mas acredito que chegarão.

Gosto de letras bem escritas, elaboradas, com conteúdo. Gosto de arranjos ousados. Gosto de sacudir a cabeça das pessoas. Talvez as gravadoras pra quem ofereci meu trabalho não  tenham visto  uma  boa  previsão de fazer dinheiro com isso.

Tsb anime: Sua trajetória no universo das canções brasileiras de animes é bastante curta, se resumindo apenas a um trabalho: Pokémon. No entanto, seu trabalho foi tão marcante com Pokémon que deixou uma marca eterna no coração dos fãs que cantavam todas as manhãs, juntinhos com você, a abertura do anime. Como surgiu o convite para participar deste trabalho?

Jana Bicnhi: Quando gravei o Pokémon, ninguém imaginava o que ia acontecer.  Já tinha feito alguns outros desenhos, que não eram tão importantes, e Pokémon era mais um. Gravei primeiro a abertura, que ia ao ar na televisão. Não é a mesma gravação do disco. Para o disco, regravei o tema e ainda cantei mais duas músicas, que vocês devem conhecer bem. Na gravação do disco, tive liberdade pra improvisar os vocais, coisa que não acontece no original, em inglês. Adorei poder fazer isso e me orgulho do trabalho que fizemos naquele disco, pois ficou um trabalho muito honesto, muito forte e muito bom. Além disso, eu adoro rock, e aquele estilo de arranjos e músicas são exatamente o que eu canto melhor. Sou fã de um cara chamado Steve Perry, ex-vocalista da banda Journey. Esse é “o cara”. Ele me “ensinou” a cantar rock. Eu usei isso no tema do Pokémon. Preste atenção ao ouvir, e você vai ver a influência dele.

 

Tsb anime: Você cantou a abertura 1 do Pokémon para a tv e, sem seguida, gravou uma versão para o cd. Há ainda uma terceira versão dessa abertura, utilizada no 1° filme, cantada pelo cantor Mano Júnior. Chegou a receber o convite para gravar essa versão do filme?

Jana Bianchi: Não fui convidada para gravar a versão do filme.

 

Tsb anime: Nil Bernardes fez um mega trabalho com a produção dos cds do Pokémon. Letras marcantes, interpretações empolgantes e cantores talentosíssimos. Como é trabalhar com alguém tão competente? Já havia feito outros trabalhos com ele?

Jana Bianchi: O Nil é muito profissional e muito respeitado no meio. Na época, eu fazia outras coisas sim, com ele. Gravávamos desenhos, sertanejo, o que aparecesse; que precisasse de vocais a gente fazia.

 

Tsb anime: Segundo o próprio Nil, o primeiro cd do Pokémon chegou a superar a marca de mais de 200 mil cópias vendidas, o que conferiria, na época, disco de ouro ao artista. Chegou a receber esta premiação?

Jana Bianchi: Nunca recebi prêmio algum pelo Pokémon. Adoraria ter recebido, é claro. Mas de uma certa forma estou sendo premiada hoje, com o reconhecimento dos fãs, que, já adultos, alguns casados e com filhos, me escrevem, ou escrevem nos vídeos do youtube, e dizem que a primeira abertura foi a melhor de todos os tempos. Recebo comentários do tipo: cadê seu Cd? ou Por que não está estourando no Brasil inteiro? E isso é um grande presente pro meus ouvidos e pro meu ego.

 

Tsb anime: Com o sucesso do primeiro cd, esperava-se que você cantasse no segundo disco da série, Totalmente Pokémon (2000). No entanto, isso não aconteceu. Chegou a receber o convite? O que aconteceu?

Jana Bianchi: Nunca mais fui convidada pra nada do Pokémon. Não faço a menor ideia do porquê.

 

Tsb anime: Você chegou a fazer algum show ou se apresentar em algum programa de tv para divulgar o cd ou a gravadora não utilizou esse tipo de marketing?

Jana Bianchi: Nunca fiz nenhuma divulgação para o Pokémon. Pessoas se divulgaram bastante com o tema, e programas de televisão viviam tocando o tema, mas jamais, eu repito, jamais mencionaram meu nome.

Uma apresentadora famosa tinha seu pico de audiência no horário do desenho. Ela sabia quem eu era , mas jamais me convidou para participar do programa dela.

Ainda não fiz um show com temas do Pokémon, mas isso é uma possibilidade que está se desenhando na minha cabeça, quando eu estiver no Brasil, quem sabe?

 

Tsb anime: Possui alguma foto ou curiosidade da época da gravação? Poderia postá-la aqui no Tsb anime?

Jana Bianchi: Aqui comigo (na Alemanha) não tenho fotos daquela época. Curiosidade era que em toda festa dos amiguinhos da minha filha, eu tinha que cantar um pedacinho da música, pra todos acreditarem que era eu. Todo mundo comentava, mas eles queriam ouvir para crer….eheheheh

Outra curiosidade é que as pessoas achavam que era uma menina que cantava aquilo. Quando sabiam que era eu, uma mulher, mãe de uma criança de 8 anos, ficavam muito perplexas.

 

Tsb anime: Por falar em foto, no facebook do Nil Bernardes há uma foto sua junto com ele e Marion Camargo num estúdio de gravação. Lembra deste dia? O que gravaram?

Jana Bianchi: Não tenho como lembrar o que fizemos nesse dia, mas a Marion era muito boa no quesito “desenhos”, então eu vou supor que estávamos gravando algum episódio, mas não posso afirmar que era Pokémon.

 

Tsb anime: Já participou de algum outro trabalho no ramo infantil, seja no universo dos desenhos animados ou mesmo no teatro?

Jana Bianchi: Sim. Eu fiz a voz de uma gatinha no desenho “Os Quatro Aventureiros” da Warner. E também fiz uma música no desenho Fievel. Ainda não fiz teatro infantil. Quero fazer. Deve ser divertido.

 

Tsb anime:O que faz atualmente? Algum trabalho em que os fãs possam te acompanhar?

Jana Bianchi: No momento eu faço teatro musical. Estou fazendo o Rei Leão, da Disney, aqui na Alemanha, em Hamburgo. O show é maravilhoso e deve ir para o Brasil em breve.

Tenho um website www.janainabianchi.com, mas ele ainda está todo em alemão. Preciso fazer as versões brasileira e inglês. Tenho postado vídeos no youtube, de coisas muito diferentes como eventos, shows. Tem um show meu inteiro no youtube, se você buscar janaina bianchi and the basement boys, você vai encontrar uns 15 vídeos do que eu mais gosto de cantar. Esse show aconteceu em Stuttgart. Espero em breve ter boas novas pra vocês, como um cd ou show no Brasil.

 

Tsb anime: Está aberta a propostas de novas gravações nesse ramo da dublagem?

Jana Bianchi: Claro que sim. Tenho muita vontade de dublar um desenho da Disney….dublagem é fascinante. Alguns amigos meus fizeram coisas muito legais  como Bob Esponja, Mulan ou Rapunzel. Um dia vai ser minha vez.

 

Tsb anime: Conhece outros cantores/ músicos que trabalham com músicas de dublagem?

Jana Bianchi: Sim, como disse acima conheco sim. A Kacau Gomes que fez Mulan, A Gotscha Gottlieb, que fez mãe Gothel (mãe da Rapunzel), o Roberto Rocha, que faz um personagem do Bob Esponja, são os três grandes amigos meus, maravilhosos como artistas e como pessoas.

 

Tsb anime: Jana, em nome dos milhões de fãs espalhados pelo Brasil, toparia gravar uma versão acústica da lendária abertura do Pokémon?

Jana Bianchi: Isso é um convite? Se for já tá aceito.  ;)    Quando e onde?

 

Bate-bola (perguntas e respostas diretas)

Jana Bianchi: Nossa…bate-bola…fazia tempo que eu não ouvia essa expressão…kkkkk

Uma música: ouço todos os dias “Suus”, da cantora Rona Nishliu (Albania)

Trabalho é: prazer

Jamais esquecerá: Les misérables

Em seu relicário tem: jóias

Janaína Bianchi gosta: de cantar

Um sabor: morango

Não tolera: cigarro

Para os fãs diria: quero cantar olhando nos olhos de vocês

Lugar ideal para férias: Malta

Pokémon: reconhecimento e respeito

 

Tsb anime: Jana, muitíssimo obrigado por este momento singular. Agradecemos de coração a entrevista. Sucesso sempre!

Jana Bianchi: Um beijo gigante pra vocês todos fãs de Pokémon. Foi uma honra fazer parte da infância de vocês e estar entre as melhores lembranças

 

Jana 2

Jana 3

344_32601412339_2878_n

Tsb anime. Rumo ao maior espaço nacional de músicas brasileiras de animes.

 

7 comentários em “Tsb anime – Entrevista / Jana Bianchi

  1. Ah! Incrível.

    Vocês são de mais^^

    Já conheço esse blog há algum tempo e gostaria de dizer que valorizo muito o trabalho de vocês. Aqui o negócio é de fã pra fã mesmo e tudo feito de uma forma muito bacana

  2. Excelente entrevista. Apesar de amar a música só agora fui ver o nome da cantora.

    É uma pena que ela não fez mais nada em Pokémon porque ela parece ser uma excelente profissional. Teria adorado ver as músicas que a Erin Bowen fez na série (como Stand up e I believe in you) na voz dela.

  3. Amo Pokémon desde que estreou no Brasil, ainda tenho o cd e sempre me perguntei por onde ela anda nos dias de hoje e porque nunca mais ouvi a voz dela em outras aberturas de pokémon ou outros animes. Obrigadão tsb por essa entrevista e por favor, se foi gravado postem assim que possivel essa versão acustica, agora estou ansioso demais pra ouvir…
    E por favor, podem dar alguma informação sobre o compacto 2 de Dragonballz?
    que foi anunciado em agosto, ainda vai sair?
    “Seguimos a partir deste momento com a produção do Compacto Especial Dragon Ball Z – Volume II, contendo a versão completa do tema Cha-la head cha-la.”
    obrigado

    1. Christian, que bom que curtiu a entrevista. Jana é realmente uma grande artista. Sim, o compacto especial Dragon Ball Z (volume II) será lançado agora em 2014, assim como o Compacto Inuyasha (volume I). Já houveram algumas tentativas de gravação de ambos, mas, até o momento, não acontece. Assim como todos os fãs estamos no aguardo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s